Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

V, de Valzinha

V, de Valzinha

Determinação

Se há pouco mais de um ano me dissessem que um dia eu iria orientar a minha rotina para sair da cama às 6 da manhã e conseguir treinar antes de ir trabalhar eu diria: O mundo está louco!

 

Foi o que aconteceu hoje e o que tem acontecido alguns dias quando sei que se não for assim, não vou conseguir treinar noutra altura do dia. Não vou dizer que não custa e muito menos que tenho sempre essa determinação porque não é verdade. Há dias em que faço o saco de véspera mas quando o alarme toca às 6 horas não tenho força para sair da cama. Há outros em que lhe chamo todos os nomes possiveis e imaginários mas acabo por me levantar e seguir para o ginásio e há outros (raros) em que me levanto naturalmente e sem sono e vou. 

 

Inicialmente, antes de ser parte da minha rotina, fazia o treino porque tinha aquela motivação inicial que toda a gente tem quando se inicia no desporto. Hoje em dia, porque já faz parte da minha rotina e é fundamental para que me sinta bem, faço-o por determinação. Porque é este estilo de vida que quero para mim, porque é assim que me sinto bem e porque estou determinada a atingir e manter o meu objectivo. A motivação não deixa de ser essencial e é óbvio que vermos resultados é o incentivo que precisamos para continuar. Ou seja, determinação e motivação são dois factores essenciais para se manter este estilo de vida. 

 

Hoje, além de me sentir motivada pelos resultados e determinada pelos objectivos, já não me consigo sentir bem se ficar uns dias sem treinar. Foi o que aconteceu este fim de semana em que além de não treinar, não fiz uma alimentação dentro da minha rotina. Comi fora de horas, coisas mais pesadas e que já não estou habituada. Resultado: senti-me mais pesada, mais inchada, menos activa e a ressacar comida saudável e treino!

 

O meu mundo enlouqueceu e é tão melhor assim :)

 

Como manter a motivação?

Hoje em dia, com as redes sociais e as revistas 'healthy' torna-se mais fácil. Basta abrirmos o IG e entrar na página de pesquisa para começar a ver fotos de miudas do fitness. Atrás dessas vêm outras tantas, começamos a seguir aquelas com que mais nos identificamos e temos ali alguém com os mesmos objectivos ou com as mesmas rotinas que nós.

 

Tirar fotos e medidas. Não podemos, e eu sei que é dificil desprendermo-nos desta parte, viver 'obcecadas' com os números que aparecem na balança porque nós somos muito mais que isso! O nosso corpo tem alterações que por vezes não se traduzem na balança (pelo ganho de massa muscular) e que, se não tirarmos fotos e medidas, não nos apercebemos da diferença, afinal vêmo-nos todos os dias ao espelho. Experiência própria!

 

Treinar com uma amiga! Sem dúvida que é mais estimulante e divertido e por isso ajuda a manter a motivação. Além disso, uma puxa pela outra quando alguma não tem tanta vontade.

 

Escolham um treino que gostem realmente e que vos preencha! Daqueles em que quando estamos a treinar não pensamos em nada, estamos só ali, numa terapia. Por exemplo, a maior parte das pessoas diz que correr ajuda a desanuviar a cabeça. Eu odeio correr e sempre que o faço, além de estar sempre a pensar 'esta merda nunca mais acaba', vou precisamente pensando nos meus problemas e nas coisas que tenho para fazer e isso não me alivia em nada o stress!

 

Encarem o treino como uma parte inegociável do vosso dia. Não é treinar quando houver tempo livre depois de fazerem todos os outros afazares, é treinar a uma determinada hora ou momento do dia que estabelecem para isso e que não devem alterar. Se for preciso marquem na agenda..

 

Não se comparem a outras pessoas, comparem-se sempre a quem vocês eram ontem!

 

Se estão a iniciar, não alterem tudo de uma vez (exercício, alimentação, suplementos, etc) porque isso só vai fazer com que se fartem ou lesionem e com que tudo seja encarado como uma obrigação. 

 

Não desistam! Os primeiros meses são mais difíceis e mais duros até o corpo se habituar e criar rotinas mas o importante é persistir.

 

 

 

Espero ter conseguido dar um 'empurrão' às meninas que estão a precisar!

Beijinhooooos,

Valzinha

 

 

 

 

 

publicado às 20:00

A importância dos Macronutrientes #2

Proteínas

 As proteínas são o segundo macronutriente de que vamos falar.

 

Estima-se que cerca de 20% das calorias que ingerimos diariamente deva ser proveniente das proteínas.

 

Podemos encontrar proteína na carne, peixe, ovos, leguminosas, leite e derivados. Entre outras coisas, as proteínas são importantes no crescimento (em crianças e mulheres grávidas, por exemplo), sintetizam hormonas e enzimas essenciais, ajudam na reparação dos tecidos e no sistema imunitário, fornecem energia quando os hidratos de carbono não estão disponíveis e ajudam a preservar a massa magra. Por esta última razão é que muitos de nós tomamos um shake de proteína no pós treino. Para ajudar a preservar a massa magra e claro, prevenir as dores musculares. 

 

De acordo com os objectivos de cada pessoa, deve-se ajustar a quantidade de proteína ingerida e qual a melhor altura para o fazer.

publicado às 16:31

A importância dos Macronutrientes

Antes de mais quero que fique esclarecido que não sou nutricionista. No entanto, o que vou partilhar fui aprendendo porque estudei na área da saúde e por ter entrado neste estilo de vida 'fit'. De qualquer das formas, se quiserem adicionar informação, estão à vontade.

Eu não conto macros. Não condeno quem o faz mas optei por não fazer porque sei que isso me iria saturar e quando adoptei este estilo de vida comecei com pequenas alterações precisamente para ser o mais natural possível. Por isso é que hoje posso dizer que não estou em dieta, estou no meu estilo de vida saudável, que de vez em quando quebro mas que retomo no dia seguinte e é assim que me sinto bem.

Resolvi fazer este post porque acho importante termos noção do que são os macronutrientes e quais os que devemos comer em maior ou menor quantidade e em que alturas.

 

 

 

Sem Título.jpg

 

Hidratos de Carbono

Para muitos os hidratos de carbono são o bicho que devemos evitar e esse pensamento está completamente errado. São que eles que nos fornecem energia para levantar da cama, trabalhar, para a correria do dia a dia e também para o treino, claro. São ainda essenciais para todos os tecidos do nosso corpo e para o cérebro. O que acontece é que, como tudo na vida, o que é demais faz mal. Equilibrio é a palavra chave! Até para emagrecer é necessário ingerir hidratos, caso contrário o nosso organismo vai buscar a energia que necessita aos músculos e aí perdemos peso mas apenas de massa muscular e não de gordura. 

 

Quando ingerimos hidratos de carbono eles são absorvidos na corrente sanguínea sob a forma de glicose. A glicose por sua vez é 'transformada' em energia. 

Quando existem hidratos em excesso, são armazenados no fígado ou nos músculos  sob a forma de glicogénio. Quando estas reservas estão lotadas, o glicogénio é convertido em gordura que é armazenada a longo prazo no tecido adiposo. O excesso de hidratos de carbono pode vir pela excessiva quantidade ingerida e/ou pela pouca energia gasta.

Existem dois tipo de hidratos de carbono, os simples ou de absorção rápida e os complexos ou de absorção lenta. A forma como eles entram na corrente sanguínea e são armazenados no organismo é exactamente a mesma, a diferença está velocidade com que são absorvidos pela corrente sanguínea.

 

Ou seja, tal como o nome indica, os hidratos de carbono simples são absorvidos muito rapidamente pelo nosso organismo e isso faz com tenhamos um pico de energia mas que passado pouco tempo estejamos com fome novamente. É aqui que se encontram também a maior parte das calorias que não têm valor nutricional como as dos sumos, bolos, doces, etc, Por isso, é destes hidratos que devemos fugir ou pelo mentos, evitar. O açucar presente nas frutas também pertence a este grupo por isso é que também não devemos abusar da quantidade de fruta mas é sempre melhor do que um bolo! Ahahah :)

Os hidratos de carbono complexos são de absorção lenta, isto é, vão sendo absorvidos lentamente pelo organismo e por isso dá-nos saciedade durante mais tempo, além de irem fornecendo energia ao organismo continuamente. Podemos encontrá-los em alimentos como as massas e arroz (se forem integrais melhor), batata doce, legumes, cereais (tipo granola e aveia), etc. 

 

Estima-se que a quantidade diária de hidratos de carbono ronde 45 a 65% das calorias diárias.

 

Um mito associado aos hidratos de carbono é que à noite engordam! O organismo trata-os sempre da mesma forma. O que acontece é que, se nos vamos deitar passado uma hora, não precisamos de tanta energia e aí eles vão-se acumular. Eu como hidratos ao almoço e ao jantar, não passo sem! A única altura em que os evito é precisamente quando janto às 22h30 porque vou deitar-me pouco tempo depois mas como quando janto a essa hora é porque saí do treino, acabo sempre por comer um pouco, mesmo que numa quantidade minima. 

 

Vou deixar as proteínas e as gorduras para outro post porque este já está demasiado extenso.

Beijinhooooos,

Valzinha

 

 

publicado às 10:46

Swarovski Activity Tracking Jewelry

Fiquei a babar quando vi esta pulseira da Swarovski. Não vou negar que os artigos deles são lindos mas não costumo dar grande à importância à marca porque acho que o valor é um absurdo. Mas com esta pulseira a coisa é diferente, foi amor à primeira vista e além disso é útil para nos monitorizar de dia e de noite. Uma aliada perfeita para o bom gosto e para o lado fit, afinal, #somostodasvaidosas. Ahahahaha É certo que também não é barata mas tem uma utilidade além da estética. É um caso a pensar, quem sabe uma aquisição num futuro próximo.

 

 

 

 

 

 

publicado às 15:28

Boxe #1

A modalidade que iniciei em Fevereiro foi o Boxe! :) Já andava com vontade de ir para um desporto de combate e o facto de ter um amigo a treinar lá e uma amiga a querer ir comigo formaram o cenário perfeito para iniciarmos.

 

Decidimos ir fazer um primeiro treino para experimentar, ver se gostávamos e se a coisa corria bem. Encontrámos logo um treino de circuito montado ... M-E-D-O. Após o aquecimento, que me deixou quase em nocaute, passámos ao circuito que era constituído por assaltos de 3 minutos e descanso de 1. Havia várias 'estações' que incluíam sacos, flexões, saltar à corda, roda abdominal e sacos e mais sacos. Saímos de lá super cansadas mas satisfeitas, tinhamos gostado do resultado. No dia seguinte era treino só de mulheres e decidimos ir novamente. Desta vez não calçámos luvas, foi um treino mais físico mas igualmente intenso. Conseguimos ter uma ideia de como eram os treinos apesar de nunca haver um igual ao outro. Saímos novamente com opinião positiva e decidimos voltar na semana seguinte. Continuámos a treinar, dissemos que queríamos continuar, pagámos, comprámos as nossas próprias luvas e estamos lá, para ficar. Hoje em dia o meu marido também já foi experimentar e ficou.

 

Faz hoje um mês que fizemos o primeiro treino e tenho gostado muito!! Além de os treinos serem super completos, o treinador e as pessoas são 5 estrelas e com esse ambiente conseguimos aliar a boa disposição à prática de exercício físico. Tenho alternado os treinos de boxe com as idas ao ginásio onde, neste momento, faço apenas musculação porque no boxe já faço muito cardio. 

 

Ainda não posso falar em resultados óbvios por causa do boxe mas daqui a um tempo certamente poderei. Já sabem, o caminho faz-se caminhando :)

publicado às 09:00

Emojis

Acabei de ler na WomensHealth que, segundo um estudo, a utilização de emojis está associada ao desejo sexual. Será que me devo preocupar porque os utilizo em quase todas as mensagens? Ahahaha ;) 

 

 

 

 

publicado às 12:30

Diz que estou a trabalhar para ficar boazona #1

aqui tinha partilhado o meu plano alimentar, assim como as minhas idas ao ginásio, que entretanto também se alteraram, mas disso falarei noutra altura. Comecei a ter hábitos de alimentação saudável em 2015 mas, uma coisa é ter uma alimentação saudável e manter o peso, outra é emagrecer. Este ano decidi que vou mesmo emagrecer uns quilos e melhorar o meu corpo para me sentir bem e mais confiante.

 

Estamos no final do segundo mês deste árduo trabalho e, apesar de poder ter melhores resultados, estou contente com o que conquistei até aqui. A nível de peso perdi apenas 3 Kgs mas o volume perdido tem sido muito: -7 cm na cintura, -8,5 cm na barriga, -3 cm na anca e -2 cm no braço. A nível psicológico não é fácil trabalhar esta parte de não ver os números a descer na balança mas a verdade é que isso não é o mais importante. Continuo a querer perder peso mas já sei que isso não vai acontecer de um mês para o outro e o importante é continuar a ver resultados no peso e/ou no volume. Não tenho uma meta definida porque não sei como ficará o meu corpo com x peso mas a minha ideia é ir até aos 57/58, ou seja, tenho que perder ainda 6/7 Kgs.

 

Posso também dizer que não tenho feito tudo a 100%, se não teria melhores resultados. Não tenho feito grandes asneiras mas acabo por picar um bocadinho de pão aqui, uma dentada num doce acolá e isso vai comprometer os resultados! É incrivel como apesar de uma pessoa treinar tanto, essas facadinhas acabam por ser fatais. O importante é não desistir e continuar com a motivação e determinação inicial.

 

No início do mês de Fevereiro alterei a minha rotina de treinos porque iniciei uma modalida nova e é possível que o meu corpo ainda se esteja a adaptar ao novo estímulo mas disso falarei amanhã, data em que completo um mês de 'casa'!

 

Além dos resultados mensuráveis, noto o meu corpo mais firme. A minha barriga está mais lisa e menos gelatinosa, as minhas pernas mais firmes e o meu rabo mais duro! :) O que interessa é que estou melhor hoje do que há 2 meses e o caminho faz-se caminhando.  

 

 

publicado às 09:26

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D